sábado, 11 de fevereiro de 2012

Homossexualidade é pecado


         Hum, sei... sei... Homossexualidade é pecado? sei... Vai pro inferno, né? sei...
       E nós, que nos julgamos "HETEROSSEXUAIS", o que temos de melhor e mais santo? Desculpem-me, mas "grandes MERDAS" termos um parceiro do sexo oposto... Isto não nos faz mais santos ou irrepreensíveis do que ninguém.
       A bíblia, esta mesma que usamos para julgar e condenar os erros dos outros, nos diz que Deus abomina o PECADO e não o pecador. Logo, o que julgamos pecado? Só a homossexualidade? "hum... sei..." e onde fica esta lista: "Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos..." (Ap 21)?

       Engraçado como é muito mais cômodo falar sobre os erros alheios, muito mais fácil apontar as falhas de outrem, mas tirar a trave que está no maldito olho, é impossível!

      Quem foi que disse? quem deu liberdade para julgar, achar certo ou errado e desde quando o errado está mesmo errado? Será que o certo não é o errado, já que os vossos caminhos não são os caminhos do Senhor? "Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus" (Mt 22.29). Não quero aqui justificar ou deixá-lo, quero na verdade deixar claro o meu ódio e indignação, meu repúdio a tudo isto. Quem somos nós, para acreditarmos que estaremos sim e declarar isto com tanta convicção? Novamente cito a bíblia, que nos ensina que aquele que julga PECA, se bem entendo, torna-se pecador todo aquele que comente pecado (lógico, não?). Então, o que julga, o que maquina o mal, é lascivo, roubador, mentiroso, glutão... iguala-se com os homossexuais? kkkkkkkkkkkkkkkkk Sim, sim!

      Hipócritas, fazemos uso da Bíblia para usar como máscaras (Carnaval chegou, é bem verdade), escudo para esconder a podridão que consome...

     Ler a bíblia... Você está fazendo isso errado! "Examinai tudo, retendo o bem" (I Tessalonicenses 5.21).

     Se não sabe como ajudar, por favor, NÃO ATRAPALHE!                           Paula Freire

Nenhum comentário:

Postar um comentário